Bíblia - Comparar Versões

Compare textos de diferentes versões / traduções da Bíblia.
Escolha as Versões, Livro e Capítulo e bons estudos.

Comparando as Versões

As versões escolhidas para comparação foram:
selecionado King James Atualizada
selecionado 1848 - Almeida Antiga

O Livro selecionado foi:
selecionado Tiago (TG)

Capítulo: 1

King James Atualizada

[1] Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos dispersas entre as nações: Saudações.

[2] Meus amados irmãos, considerai motivo de júbilo o fato de passardes por diversas provações.

[3] Porquanto sabeis que a prova da vossa fé produz ainda mais perseverança.

[4] E a perseverança deve ter plena ação, a fim de que sejais aperfeiçoados e completos, sem que vos falte virtude alguma.

[5] Se algum de vós tem falta de sabedoria, roga a Deus, que a todos concede liberalmente, com grande alegria.

[6] Todavia, peça-a com fé, sem qualquer sombra de dúvida, pois quem crê com reservas é semelhante à onda do mar, agitada e levada pelos ventos.

[7] Não imagine tal pessoa que assim receberá coisa alguma do Senhor,

[8] pois é vacilante e inconstante em todos os seus caminhos.

[9] Contudo, o irmão de condição humilde deve gloriar-se em sua dignidade.

[10] O irmão rico deve orgulhar-se em sua pequenez, pois ele também ´passará como a erva do campo`.

[11] Porque o sol se levanta com seu calor intenso e seca a planta; cai, então, a sua flor, e toda a sua beleza e glória desvanecem. Da mesma forma, o rico definhará em meio a seus muitos compromissos.

[12] Feliz a pessoa que persevera na provação, porquanto, após ter sido aprovada, receberá o prêmio da coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam.

[13] Entretanto, ninguém ao ser tentado deverá dizer: ´Estou sendo tentado por Deus`. Ora, Deus não pode ser tentado pelo mal, e a nenhuma pessoa tenta.

[14] Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por esse iludido e arrastado.

[15] Em seguida, esse desejo, tendo concebido, faz nascer o pecado, e o pecado, após ter se consumado, gera a morte.

[16] Meus amados irmãos, não vos permitais ser enganados.

[17] Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há oscilação como se vê nas nuvens inconstantes.

[18] De acordo com a sua vontade, Ele nos gerou pela Palavra da verdade, a fim de sermos como que os primeiros frutos de toda a sua criação.

[19] Assim, meus queridos irmãos, tende estes princípios em mente: Toda pessoa deve estar pronta para ouvir, mas tardio para falar e lento para se irar.

[20] Porque a ira do ser humano não é capaz de produzir a justiça de Deus.

[21] Portanto, livrando-vos de todo tipo de impureza moral e aparência de maldade, recebei humildemente a Palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa vida.

[22] Sede praticantes da Palavra e não simplesmente ouvintes, iludindo a vós mesmos.

[23] Porquanto, se alguém é ouvinte da Palavra e não praticante, é semelhante a um homem que contempla o próprio rosto no espelho;

[24] e, depois de admirar a si mesmo, sai e logo se esquece da sua aparência.

[25] Porém, a pessoa que observa atentamente a lei perfeita, a lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas praticante zeloso, será muito feliz em tudo o que empreender.

[26] Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua espiritualidade não tem valor real algum!

[27] A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como sincera e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e, especialmente, não se deixar corromper pelas filosofias mundanas.

1848 - Almeida Antiga

[1] JACOBO servo de Deos e do Senhor Jesu-Christo, ás doze tribus que andão espargidas, saude.

[2] Meus irmãos, tende por grande gozo, quando cahirdes em varias tentações:

[3] Sabendo que a prova de vossa fé obra paciencia.

[4] Tenha porem a paciencia a obra perfeita, para que sejais perfeitos e totalmente sinceros, em nada faltando.

[5] E se algum de vósoutros tem falta de sabedoria, a peça a Deos, que a todos liberalmente a dá, e em rosto o não deita: e lhe será dada.

[6] Porem a peça em fé, não duvidando: porque o que duvida, semelhante he á onda do mar, que do vento he levada, e de huma á outra parte lançada.

[7] Porque não pense o tal homem que receberá cousa alguma do Senhor.

[8] O homem de dobrado coração em todos seus caminhos he inconstante.

[9] Porem o irmão abatido se glorie em sua alteza.

[10] E o rico, em seu abatimento: porque se passará como a flor da nerva.

[11] Porque com ardor o sol sahio, e a herva secou, e sua flor cahio, e a formosa apparencia de seu aspecto pereceo: assim tambem o rico se murchará em seus caminhos.

[12] Bemaventurado o varão que sofre a tentação: porque quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem promettido aos que o amão.

[13] Ninguem, sendo tentado, diga; De Deos sou tentado: porque Deos não pode ser tentado dos males, e tão pouco a ninguem tenta.

[14] Porem cada hum he tentado, quando de sua propria concupiscencia he atrahido e engodado.

[15] Depois havendo a concupiscencia concebido, pare o peccado; e sendo o peccado consummado, gera a morte.

[16] Não erreis, meus amados irmãos.

[17] Toda boa dadiva, e todo dom perfeito he do alto, que desce do Pai das luzes: em quem não ha mudança, nem sombra de variação.

[18] Segundo sua propria vontade elle nos gerou pela palavra da verdade: para que fossemos como primicias de suas creaturas.

[19] Assim que, meus amados irmãos, todo homem seja prompto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.

[20] Porque a ira do varão não obra a justiça de Deos.

[21] Pelo que rejeitando toda immundicia e superfluidade de malicia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar vossas almas.

[22] E sêde obradores da palavra, e não somente ouvidores, enganando-vos com falsos discursos.

[23] Porque se alguem he ouvidor da palavra, e não obrador, semelhante he ao varão que ao espelho considéra seu rosto natural.

[24] Porque se considerou a si mesmo, e se foi, e logo se esqueceo que tal era.

[25] Porem aquelle que bem attenta para a perfeita Lei de liberdade, e nisso persevéra, não sendo ouvidor esquecediço, senão fazedor da obra: este tal digo, será bemaventurado em seu feito.

[26] Se alguem entre vósoutros cuida ser religioso, e não refrea sua lingua, antes engana seu coração, vã he a religião do tal.

[27] A religião pura e immaculada para com nosso Deos e Pai, he esta: visitar aos orfãos e ás viuvas em suas tribulações, e se guardar immaculado do mundo.

Encontrou algum erro? Tem alguma Sujestão? Fale conosco clicando em [CONTATO] no menu superior.